terça-feira, 20 de novembro de 2018

Há um roteiro escrito em meu coração.




Tantas certezas dentro de mim e, ao mesmo tempo, tantas folhas em branco no palco.
É como se eu já soubesse todo roteiro, a plateia acompanha em tempo real, percebe as angústias, as esperas, as euforias, as pausas. Toda uma vida sendo apresentada (e não representada, há uma grande diferença!).
Tudo vivido ali é real. É verdade. Mas alguns desfechos, eu já sei. E embora pareça e esteja agoniada em alguns momentos, o Autor já assinou, mas não posso contar, ninguém entenderia.
Não tem nada a ver com predestinação. Tem a ver com segredos do PAI, com intimidade com Deus. E alguns segredos, Ele me conta. Mas como afirmar algo para uma plateia que acredita apenas na apresentação, no visível?
E quando me perguntam algo que sei a resposta mas "não posso saber" (porque não teria como eu saber pela lógica), eu me calo.
Então, entenda.
Às vezes me calo porque não sei. Outras, porque já sei.
Mas o silêncio é a única resposta até que o "filho da promessa nasça".
Desde sempre foi assim. 
Foi assim com Noé, construindo a arca. Foi preciso construir a arca em silêncio. E fico pensando quando perguntavam o que era "aquilo". Como responder? O que responder? 
Foi assim com Maria, gerando sozinha o filho que nos salvaria. E mais ainda, durante toda a infância de Jesus, adolescência e começo de vida adulta, ter que andar com a certeza dentro de si sem conseguir e/ou poder explicar pra quem quer que seja. Afinal, Jesus iniciou seu ministério aos 30 anos! Antes disso, não haviam "provas".
Com Isabel, a mesma história! Mas como ela compartilhou com Zacarias e ele não creu, Deus o deixou mudo até que se cumprisse o que ELE havia dito.

Sabe, não é fácil. Alguns acham que estamos escondendo algo, escondendo informação. Mas não é isso. É uma proteção com o que está sendo gerado, com o que foi falado. 
É cautela. É Amor.

Mas ainda bem que Deus sempre manda Isabel para Maria (e vice-versa) para que elas se fortaleçam.
Ainda bem que Deus manda os reis "magos" que mesmo sem virem todo o cumprimento da promessa (crucificação e ressurreição= salvação), creram e testificaram a Palavra de Deus. Escolheram crer e se submeteram mesmo sem lógica. Apenas sendo guiados por SINAIS.
Ainda bem...

Ainda bem que nos momentos de transição, nos momentos de "ausência de resposta" diante da "plateia" e até mesmo diante dos outros que estão no mesmo palco que eu, há um "roteiro" escrito em meu coração que me tranquiliza e me faz aguardar o próximo ato.


sábado, 3 de novembro de 2018

Saia do Vitimismo!

Não existe nada mais lamentável do que o vitimismo - "a mania de assumir, na vida, a postura de mártir sofredor". É uma patologia psicológica muito destrutiva (autodestrutiva, inclusive). 
Viver guiado pelo sentimento de autopiedade não nos faz bem e nem aos que nos cercam pois fica enfadonho pra ambos. 
Quem está perto sente-se sugado o tempo inteiro e quando não deixa-se ser sugado é acusado pela "vítima". É cansativo lutar com quem quer lhe "tirar a vida", a energia, os méritos, as virtudes. Porque a virtude do outro incomoda a vítima (de forma inconsciente, claro!). 

Nada pior do que colocar no outro a responsabilidade que é só sua (da sua vida!). 
Pessoas que se fazem de vítimas tem um "quê" de egocentrismo além da conta. Acham que o mundo as deve. As pessoas têm obrigação com ela. São cheias de direitos e nenhum dever. Barganham relações, querem dominar o outro com seus dramas, "compram" relacionamentos e ficam indignados quando alguém não se vende ou não cai em seus "teatros". 

Esse tipo de comportamento nos tira a autocrítica, afinal, o outro é que sempre está errado, sendo assim, "não preciso mudar". 
Vitimizar-se só te rouba. 
O único responsável por sua vida é você, sou eu (pela minha). 
Se você pensa que a culpa, a responsabilidade é do outro, nunca sai do lugar (emocionalmente falando principalmente), nunca é protagonista de sua própria história, é um antagonista da vida alheia e um figurante da própria vida. 

"Demônio de muitas faces, o vitimismo é mestre em matéria de distorção da realidade." 

Então, se você sente-se assim (apesar de que poucos têm consciência de si), MUDE. Descarte essa opção de sua vida. Assuma o controle. Pare de querer fazer do outro um monstro e você a "princesa/príncipe injustiçada(o)"
Muita gente percebe esse teatro, não é legal, nem bonito. 
Abrir os olhos pode assustar, a claridade pode doer seus olhos, mas é essencial para VIVER. 

Amadureçamos. 
E mais, Deus deixou o Espírito Santo acessível à todos nós. Tudo que precisamos está Nele. Portanto, não há desculpas, embora possa haver motivos. 

Beijos 
Com Amor...

sexta-feira, 2 de novembro de 2018

Habite em Deus.

Às vezes as circunstâncias mudam, às vezes não. 
Mas aí, seja você o rio que florescerá no ermo. Às vezes o deserto parece longo demais, mas se você tem uma nuvem que te cobre durante o dia e uma coluna de fogo que te aquece e guia à noite, já é o suficiente para continuar a jornada. Mude o coração e agradeça. 
Cada momento da vida é uma paisagem, uma realidade no ambiente. Mas carregue o Espírito Santo dentro de você e olhe pra dentro ao invés de focar (e falar) da tempestade. 
Aliás, não fale da tempestade, fale à tempestade, como Jesus fez. 

Sente-se perdido(a), sem lugar? Habite no esconderijo do Altíssimo, porque assim descansará. 
Nossa morada precisa ser Nele, assim como ELE está em nós. 
Acredite, ELE não nos abandona nem se esquece. Às vezes nós é que ficamos surdos e cegos girando em torno de nós mesmos. 
Quem olha só pra si não percebe o todo, não percebe as nuanças da vida. 
Perceba o sopro de vida vindo no vento. Perceba a grandeza das pequenas coisas. Mude o foco, o olhar. "Se teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luz"
Abandonemos as vestes velhas. Não se põe vinho novo em odre velho. Renove-se. Permita-se ser transformado. Não se apegue às suas filosofias humanas, doutrinas humanas. E mesmo que tudo pareça estranho ao seu redor, Deus é o mesmo e não muda. ELE é e ponto. 

Ainda que esteja passando por um processo de cura (e esses processos doem), lembre-se que na identidade de Deus não há variação de sombra. Há amor. E Amor cuida. 
Independente do tempo que esteja vivendo, OLHE PRA CRISTO. ADORE-O, tenha comunhão com ELE. Deus é real. Não é uma filosofia, não é uma religião, não tente enquadra-lo em sua razão. Não o limite. 
Se achegue a ELE. Ele faz do fraco, forte. E nos faz andar acima das circunstâncias. 

"Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; Todavia eu me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação. O Senhor Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas". _Habacuque 3:17-19 

Pra mim e pra você. 
Beijos 
Com Amor...