sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

A luz vem para que as trevas sejam dissipadas.

Eu estava aqui pensando… 
Essa semana eu estou na TPM- eu sei que isso não tem nada a ver com a vida de vocês - mas isso me levou a refletir sobre algo. 
Como uma alteração hormonal pode afetar nossa percepção momentaneamente, nossa visão… 
Por isso é tão importante ficarmos atentos à nós, nos conhecermos, porque às vezes está tudo do mesmo jeito mas aqui dentro mudou e a gente enxerga as coisas de forma comprometida, equivocada.

Então, vamos nos vigiar. 
Eu, por exemplo, nesses momentos (TPM) fico mais sensível, mais chorona, mais impaciente. 
Então reflita, perceba-se, perceba o ambiente, note se algo mudou mesmo ou se foi só uma alteração “por dentro”. Se foi só uma impaciência gerada por dentro e não por fatores externos. 
Ao invés de jogar a responsabilidade para o outro, olhe pra você e pergunte-se: ”por que isso está me atingindo? Por que isso está me desestabilizando?” 

E se realmente alguém ou algo agiu de forma desonrosa com você, ok, sinta a dor, apenas não a carregue pra onde for. 
Diante de algumas situações, eu paro e penso: “será que não são meus óculos que estão sujos? Será que não é minha visão?”. Porque a Palavra de Deus diz: “se teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz”. 

Isso serve também para os casos inversos, onde tudo realmente está terrível do lado de fora, firme-se por dentro, permita-se ser curada, confrontada em amor. Aí, mesmo no deserto, você estará em paz.
Organize-se por DENTRO. Permita que o Espírito Santo te conduza, te ilumine, mesmo que essa luz te assuste, te mostre coisas não muito agradáveis. A luz vem para que as trevas sejam dissipadas.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Nosso passado não pode determinar nosso futuro.

Ontem conversando com uma pessoa, falávamos do histórico familiar e como isso pode afetar nossa visão de mundo, reações e tal. E isso é um fato. Mas também é fato que nosso passado não pode determinar nosso futuro. 
Deus e sua maravilhosa Graça nos possibilita RECOMEÇAR a todo instante (através de nossas ESCOLHAS). 
Não estou anulando sua dor ou ignorando seu "berço" (criação); estou apenas dizendo que nosso histórico não é parâmetro para determinar legado, pra limitar como agiremos daqui pra frente. 
Se você teve uma boa formação, uma boa criação, que ótimo! 
Se não teve, lamento muito, de verdade; mas não use isso pra justificar escolhas de agora. Mude o percurso, saia da rota natural se ela for doentia. 

E não estou falando isso porque tive a criação perfeita. Tive a melhor criação que meus pais poderiam me dar! Mas vim de um lar com pais separados e isso pode alterar nossa visão, afinal, não é o lar "ideal". Mas eu escolhi ter a Verdade de Deus acima de qualquer outra "verdade" criada por mim ou pela sociedade. Escolhi ter o que Deus diz acima do que eu sentia na época. 
Ok. Tive a sorte de ter uma criação que me ligou à minha Origem (Deus) desde muito cedo e isso me ajudou muito. Mas se você não teve essa oportunidade, agora tem!

Enfrente-se! Eu me enfrento diariamente, às vezes até pra coisas mínimas, como ligar pra alguém. Porque o mundo desvaloriza quem valoriza o outro. Mas no MEU MUNDO (Céu), os parâmetros são outros e prefiro agir de acordo com as leis Dele (Cristo)! 

Nosso passado pode explicar muita coisa do passado, mas jamais terá o poder de determinar nosso futuro. A responsabilidade é exclusivamente nossa. 
Desculpe se me acha rígida, mas a verdade é crua. Jesus quando abordou o "Jovem Rico" e esse titubeou porque seria difícil "largar tudo" para O Seguir; Jesus não negociou, não falou : "Coitado de você, vou amenizar". 
As histórias de homens e mulheres da Bíblia são recheadas de pessoas com passado "inapropriado" mas com decisões que transformaram gerações! 
O passado pode ter te ferido, mas continuar ferido e viver reagindo a essa ferida a vida inteira é uma decisão sua. O cenário pode não ser o ideal, mas o Deus que cria um rio no ermo, que faz o deserto florescer habita em você. 
Floresça mesmo que esteja no deserto! 

Mais um ano se aproxima, pense nisso. 

Beijos 
Com Amor...

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Um grande feito!

Por muito tempo Liz estava adormecida por dentro. 
A vida seguia sem muita poesia. 
Tinha história, tinha prosa, mas não tinha poesia. 
Porque a poesia...Ahhhh, a poesia! Ela ressignifica. 
Ressignifica palavras, momentos, horas. 
Horas de sono se tornam sonho. Momentos de descanso são feitos em companhia. 
Palavras sempre tão assertivas, técnicas, abrem espaço para um novo significado, para um pouco mais de leveza e doçura. 
O tempo que era escasso pra estar perto se torna abundante. 
A Geografia é questionada. 
A Física reformulada. 
A Matemática menos exata. 
O Português, insuficiente. 
 O “não” se torna “sim”. A lógica se contradiz. 
É muita mudança quando a poesia desperta dentro da gente! 
Não tem como permanecer a mesma. Isso é bom mas também assusta. E, se de repente, a poesia sumir?! Tudo voltará ser como antes ou os novos significados ficarão em branco? Haverá lacuna ou a poesia será substituída por "bula de remédio" (aquele texto sem graça!) ?
  
Liz estava despertando, mas mesmo tão segura, a imprevisibilidade da situação, o NOVO a deixava insegura. 
A incógnita possibilita que a gente dê infinitos valores à ela, é ainda sem uma "identidade", sem um nome e isso a torturava. 
O desafio de Liz agora era acabar com os ruídos da comunicação dentro de si. Calar as vozes que a diziam "ele já fez isso outras vezes e desapareceu". 
O desafio era ser, no mínimo, NEUTRA. Mas era difícil ser neutra quando ele já tinha a despertado. 
Como permanecer "neutra" quando se levanta? Não há meio termo entre estar dormindo e acordada, há? 
Talvez sonhando?! Mas sonhos não são reais, embora alguns possam ser sinais. 

E assim Liz seguia: despertada mas parada. Apenas de pé [o que já pode ser considerado um grande feito!].

terça-feira, 27 de novembro de 2018

A maravilhosa Soberania do Rei.

Todos nós sabemos que Deus é soberano. Mas cada dia que passa eu PERCEBO isso. 
E como é maravilhoso me render à soberania Dele! 
Como é maravilhoso usar meu livre arbítrio pra ESCOLHER POR ELE, por Tua Vontade (mesmo que isso implique abrir mão da minha vontade e estar condicionada ao tempo Dele). 

Muitas vezes, precisamos fazer como Jesus : "Se possível passe de mim esse cálice, MAS QUE SEJA FEITA A TUA VONTADE"
É nesse nível de confiança que devemos "morar". Mesmo que pareça cruel, injusto, escolher CONFIAR no caminho proposto por Deus. Mas, claro, aqui falo do caminho guiado por ELE, o caminho que está de acordo com Sua Palavra. Porque se entramos no deserto por conta própria, dói mais! 

A Graça nos possibilita a vida com Deus. Mas o caminhar com ELE é uma escolha diária. É semeadura. Portanto, semeie e ESPERE, porque no DEVIDO TEMPO o fruto aparecerá. 

Algumas coisas podemos acelerar ou atrasar em nossa jornada; outras REQUEREM O DEVIDO TEMPO, o tempo apropriado para o fruto, a estação apropriada. 
Por isso, acalme-se. Se o fruto não veio, ele virá. Sua pressa não vai fazê-lo vir mais rápido. 
Fruto antes da época já nasce podre (indevido para alimentar). 
Quando vir pessoas, "DE REPENTE" virando uma árvore frondosa, não se assuste. Chegou a hora! "Não se esconde uma cidade edificada". Não é que ela chegou agora e "já está sentando na janela". É que ela semeou, regou, cuidou e agora o fruto se manifestou. 
A vida com propósito, DEBAIXO DE UM PROPÓSITO é como ir ao teatro. Você não chega na hora do espetáculo e se senta na frente! Você compra o ingresso antes. Claro que há casos onde pessoas chegam e se sentam no lugar que não é delas. Mas aí, elas são retiradas do local, porque não era hora delas, não era o "assento" delas. Entende?! 

Aprecie os processos e aprenda ao invés de reclamar deles. Se curve ao invés de endurecer.
Por que José não foi logo governador do Egito? Porque não era o tempo. 
Por que Jesus esperou 30 anos para "iniciar seu ministério"? Porque esse era o tempo determinado, esse era o tempo apropriado. 
Então, se sua vida está sendo direcionada pelo Espírito Santo, descanse, o tempo determinado irá se manifestar. Apenas permaneça crendo, permaneça buscando, cuidando "da árvore". 
Lembrando que "a fé sem obras é morta". Nossa crença na soberania do Rei precisa vir acompanhada de uma atitude de nos sujeitarmos ao que ELE diz. 
Aqui estou falando pra quem escolheu viver uma vida com propósito, uma vida direcionada por ELE.  

Claro, se você usar seu livre arbítrio para fazer o que "te der na cabeça", se não for algo errado, você terá boas colheitas, será abençoado. Se quer viver no raso, ok. Escolhas...
Mas estou falando sobre irmos mais fundo, sobre mergulharmos, sobre REINARMOS. 
E pra reinar, só sendo filho maduro. E "o filho faz o que vê o Pai fazendo"

Beijos 
Com Amor...

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Aprendizado diário.

É impressionante como TODA situação serve de aprendizado para nós, independente de que lado estamos. 
Se somos injustiçados ou se cometemos o ato de injustiça, há algo ali que pode nos ajudar a melhorar. 
Se somos o "agente" ou o "reagente", diante de toda ação e/ou reação há uma lição escondida. 
Aí escolhemos se vamos amadurecer ou endurecer. 
[Recomendo fortemente a primeira opção. Dureza de coração só nos desumaniza (e SER humano revela nossa identidade gerada em Deus- afinal, fomos feitos à Sua Imagem e Semelhança).] 

Recentemente eu estava diante de uma situação "boba", parecia mais uma situação cotidiana. E era. Mas os grandes feitos são construídos a partir de pequenas coisas. 
Deixei meus afazeres pra ir assistir alguém falar, pra prestigiar, apoiar. E cada minuto parecia uma eternidade e dentro de mim começou uma "discussão" entre eu e eu mesma.rs 
"O que estou fazendo aqui? Por quê? Eu poderia estar trabalhando, curtindo minha família..." E em minha mente só vinha "sujeitando-vos uns aos outros" (Efésios 5:21), "considerando uns aos outros superiores a vós mesmos (Filipenses 2:3)". 

Se estivermos atentos e um coração disponível e sensível, podemos ser aperfeiçoados a todo instante. "Ah, mas a culpa é de fulano"
Ok. Que seja! Mas e o que você pode aprender com isso? Como você vai reagir sobre isso? 
Não estou isentando ninguém de sua responsabilidade. Estou apenas NOS mostrando que mesmo que a "responsabilidade" seja do outro, há uma oportunidade de crescimento pra nós na falha alheia. 

Se o equívoco do outro nos ofende, precisamos aprender a não sermos conduzidos por uma ofensa e não sermos ofendidos, por exemplo. 
O mau comportamento de alguém não pode nos levar à uma reação negativa também. 
O erro do outro nos leva a praticar pequenos ensinamentos de Jesus. 
A todo instante aprendemos a gerar um dos frutos do Espírito (descrito em Gálatas 5): DOMÍNIO PRÓPRIO. 

Que possamos perceber cada situação como uma oportunidade de crescimento. 
Beijos 
Com Amor...

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Há um roteiro escrito em meu coração.




Tantas certezas dentro de mim e, ao mesmo tempo, tantas folhas em branco no palco.
É como se eu já soubesse todo roteiro, a plateia acompanha em tempo real, percebe as angústias, as esperas, as euforias, as pausas. Toda uma vida sendo apresentada (e não representada, há uma grande diferença!).
Tudo vivido ali é real. É verdade. Mas alguns desfechos, eu já sei. E embora pareça e esteja agoniada em alguns momentos, o Autor já assinou, mas não posso contar, ninguém entenderia.
Não tem nada a ver com predestinação. Tem a ver com segredos do PAI, com intimidade com Deus. E alguns segredos, Ele me conta. Mas como afirmar algo para uma plateia que acredita apenas na apresentação, no visível?
E quando me perguntam algo que sei a resposta mas "não posso saber" (porque não teria como eu saber pela lógica), eu me calo.
Então, entenda.
Às vezes me calo porque não sei. Outras, porque já sei.
Mas o silêncio é a única resposta até que o "filho da promessa nasça".
Desde sempre foi assim. 
Foi assim com Noé, construindo a arca. Foi preciso construir a arca em silêncio. E fico pensando quando perguntavam o que era "aquilo". Como responder? O que responder? 
Foi assim com Maria, gerando sozinha o filho que nos salvaria. E mais ainda, durante toda a infância de Jesus, adolescência e começo de vida adulta, ter que andar com a certeza dentro de si sem conseguir e/ou poder explicar pra quem quer que seja. Afinal, Jesus iniciou seu ministério aos 30 anos! Antes disso, não haviam "provas".
Com Isabel, a mesma história! Mas como ela compartilhou com Zacarias e ele não creu, Deus o deixou mudo até que se cumprisse o que ELE havia dito.

Sabe, não é fácil. Alguns acham que estamos escondendo algo, escondendo informação. Mas não é isso. É uma proteção com o que está sendo gerado, com o que foi falado. 
É cautela. É Amor.

Mas ainda bem que Deus sempre manda Isabel para Maria (e vice-versa) para que elas se fortaleçam.
Ainda bem que Deus manda os reis "magos" que mesmo sem virem todo o cumprimento da promessa (crucificação e ressurreição= salvação), creram e testificaram a Palavra de Deus. Escolheram crer e se submeteram mesmo sem lógica. Apenas sendo guiados por SINAIS.
Ainda bem...

Ainda bem que nos momentos de transição, nos momentos de "ausência de resposta" diante da "plateia" e até mesmo diante dos outros que estão no mesmo palco que eu, há um "roteiro" escrito em meu coração que me tranquiliza e me faz aguardar o próximo ato.


sábado, 3 de novembro de 2018

Saia do Vitimismo!

Não existe nada mais lamentável do que o vitimismo - "a mania de assumir, na vida, a postura de mártir sofredor". É uma patologia psicológica muito destrutiva (autodestrutiva, inclusive). 
Viver guiado pelo sentimento de autopiedade não nos faz bem e nem aos que nos cercam pois fica enfadonho pra ambos. 
Quem está perto sente-se sugado o tempo inteiro e quando não deixa-se ser sugado é acusado pela "vítima". É cansativo lutar com quem quer lhe "tirar a vida", a energia, os méritos, as virtudes. Porque a virtude do outro incomoda a vítima (de forma inconsciente, claro!). 

Nada pior do que colocar no outro a responsabilidade que é só sua (da sua vida!). 
Pessoas que se fazem de vítimas tem um "quê" de egocentrismo além da conta. Acham que o mundo as deve. As pessoas têm obrigação com ela. São cheias de direitos e nenhum dever. Barganham relações, querem dominar o outro com seus dramas, "compram" relacionamentos e ficam indignados quando alguém não se vende ou não cai em seus "teatros". 

Esse tipo de comportamento nos tira a autocrítica, afinal, o outro é que sempre está errado, sendo assim, "não preciso mudar". 
Vitimizar-se só te rouba. 
O único responsável por sua vida é você, sou eu (pela minha). 
Se você pensa que a culpa, a responsabilidade é do outro, nunca sai do lugar (emocionalmente falando principalmente), nunca é protagonista de sua própria história, é um antagonista da vida alheia e um figurante da própria vida. 

"Demônio de muitas faces, o vitimismo é mestre em matéria de distorção da realidade." 

Então, se você sente-se assim (apesar de que poucos têm consciência de si), MUDE. Descarte essa opção de sua vida. Assuma o controle. Pare de querer fazer do outro um monstro e você a "princesa/príncipe injustiçada(o)"
Muita gente percebe esse teatro, não é legal, nem bonito. 
Abrir os olhos pode assustar, a claridade pode doer seus olhos, mas é essencial para VIVER. 

Amadureçamos. 
E mais, Deus deixou o Espírito Santo acessível à todos nós. Tudo que precisamos está Nele. Portanto, não há desculpas, embora possa haver motivos. 

Beijos 
Com Amor...